O objetivo do Blog é mostrar, discutir e aprender de forma sadia tudo que pode ser feito com

materiais e ferramentas simples e acessíveis. Fiquem à vontade para dar pitacos e participar.

3 de fev de 2012

Pego Tranqueira Mesmo !

Nesse Cambiocó vou comentar mais um pouco sobre porcarias que acho na rua e acabo usando como matéria-prima. Por exemplo, esse banco em “L” na foto abaixo.
Perto de casa, estava eu passando tranqüilamente, e encontrei uma cama antiga (desmontada) jogada em frente a uma casa.
Peguei a cabeceira e a “pezeira” da cama, e aproveitei umas madeiras que há um tempo atrás também achei na rua (um restaurante perto do aeroporto que estavam reformando o deck, eu entupi o porta-malas do carro de tábuas).
Com pregos, cola, martelo e serrote construí o banco.
Unindo as duas partes da cama pelas extremidades, já tinha prontos os dois encostos e cinco dos 6 pés que precisam. Enfim, saiu isso aí da foto.


Depois de pronto, ainda a minha namorada fez uma almofada - usando um pedaço de colchonete e pano de uma cortina que não usávamos mais para forrar - para colocar no assento do banco.

Mais uma coisa legal que fiz há uns cinco anos atrás, logo que cheguei em Bauru foi um “vaso” de tronco de coqueiro. Um belo dia passei em frente a uma casa e estavam cortando um coqueiro bem alto. Para caber as partes do coqueiro na cassamba, os pedaços eram cortado em pedaços de cerca de meio metro. Quem já viu, sabe que a madeira de coqueiro é muito mole. Principalmente no meio do tronco, é muito fibroso, e é possível “cavar” até com uma faca.
Levei o tal toco pra casa (a pé, quase morri), com ajuda de uma faca, formão e nem lembro mais o quê, consegui escavar o tronco até uma profundidade de cerca de 30 cm e uns 15cm de diâmetro (o tronco tinha uns 30cm de diâmetro). Misturei um pouco dos pedaços das fibras que tirei do miolo do tronco com terra e plantei uma arvorezinha dentro. Ficou legal. No apartamento que eu morava na época, tinha um quintalzinho de 3x5m e o vaso ficou lá.



Bom, mais pra frente eu coloco mais uns Cambiocós feitos de lixo, tranqueiras e essas coisas que tanto nos agradam.

Um comentário: